13 dezembro 2005

30 por uma linha - 7 de Janeiro



O primeiro acontecimento válido do ano (dos poucos) no todo-o-terreno de 2006. Trata-se do Tinta por uma linha, já que esta deixou de ser feita com cal. Uma prova de risco. Irá ter 1000 metros de extensão, mais quilómetro menos quilómetro. Girará no sentido dos ponteiros do relógio, pelo que, por uma questão de orientação, em vez de GPS, será conveniente trazer relógio.

Agendada para 7 de Janeiro, se não chover. Quem não trouxer comida passará fome até às 5 da tarde, mas 20 € por cada boca darão um bom jantar.

AVISO
Nalgumas zonas, a quem não sair de trás do carro, salta laminha para o cu.

Guincho e pé ligeiro, cada um leva o que tem.

93 643 34 25
J. Paulo
Jorge Matos
Zé Luis
Rui Santos

www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

15 novembro 2005

O Danúbio





O Danúbio

acordou, espreguiçou-se e foi dar uma volta por aí à procura de sítio para acontecer. Encontrou dois vales, dois morros com uma linha de água a uni-los. No meio, um bom parque para quem quiser ver todo o percurso. Não é o triângulo Sé - Palácio - Marginal, mas há sítios bem mais distantes, como Viena, Ayamonte ou Pedorido.
Mais soft que o primeiro, será para fazer num só dia, entre o Carnaval e a minha prima Vera. No 30 por 1 linha haverá mais notícias. Contamos com o Capitão Roby, e com a Cinha em t-shirt molhada, no sítio do costume.





www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

28 julho 2005

Aconteceu o G-4



Aconteceu G-4 a 16 de Julho, um percurso de 5 km (parte dos quais ardidos 4 dias antes, só para chatear).

O fogo destruiu o problema mais bonito da prova (a Selva) que ficou reduzida a cinzas.

Teve 28 inscrições, tendo sido recusadas algumas; surge por isso, a pergunta - há crise no Todo-o-Terreno, ou só numa parte dele?

Iremos continuar com o nosso estilo, que praticamos já há 9 anos.

Foi fundada a Confraria do Jarrão, e entronizado, como seu Grão-Mestre, o Zé Luis Costa, trajado a rigor.

Organizaram:

J. P. Sotto Mayor

Jorge Matos

Zé Luis Costa

Paulo Couto

Ricardo Fonseca

Fotos do G4
de 2005

imagens de: Paulo Couto, João Paulo, Carlos Megri

Fotos de Mauricio Luis

http://www.peligeiro.com/
o blog todo-o-terreno


19 julho 2005

Fottos do G4

Envie as suas fotos do G4 para este e-mail, não tem limite de espaço.
Em breve publicaremos mais fotos...

Grande abraço,
Mauricio Luis

www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

14 julho 2005

Roadbook para chegar ao G4 - 16/07/2005


Já está disponível o Roadbook com o Itinerário para a concentração dos participantes do G4, também está disponível uma Carta com o traçado da prova e os acessos para quem desejar assistir o espeTTaculo.

RB-Concentracao.pdf - 1.77Mb
(clique com o botão da direita do rato e escolha "guardar destino como..." )


http://www.peligeiro.com/ o blog todo-o-terreno

12 julho 2005

G4 Esgotado!!!

Não podemos mais aceitar inscrições para o G4, pela razão de que já temos 24 inscritos, que é a quantidade máxima que podemos admitir, para que não corrarmos o risco de nos transformarmos num raide de garrafão...

João Paulo

www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

18 junho 2005

G4 - 16 de Julho de 2005


Caros amigos,
O Nono G-4 está pronto. Vai acontecer no próximo dia 16 de Julho, perto do Porto como é habitual.

Desta vez vai ter 6km e terá muitas descidas. Não é necessário dizer mais nada, nem lembrar o que terão de trazer (não se esqueçam dos tomates!)

Mais um magnífico Jarrão estará à espera que alguém caridoso evite que este decore um qualquer lar Português. O cronómetro também espera que um dos nossos lemas seja materializado: “Contra o Cronómetro”.

Esta prova continua sob suspeita das esposas de alguns participantes, pelo que se poderá fornecer comprovativo de participação a quem o solicitar. Para tal basta contactar com:

J.P.SottoMayor: 93 6433425
Paulo Couto: 93 9852569 (rede TMN)

Ou envie um Email para g4.tt@oninet.pt

A organização

Para obter a ficha de inscrição, basta enviar um e-mail


www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

15 junho 2005

G4 - através das imagens

Fotos do G4 de 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004.

Elementos organizadores do G-4 desde o inicio: equipa nuclear: J P Sotto Mayor, Paulo Couto e Pedro Pires de Lima. outros componentes das diversas equipas: David Coimbra, Jorge Matos, José Luis Costa, Manuel Cunha, Nuno Loureiro, Ricardo Fonseca, Rodrigo Negrâo, Rui Marques, Rui Santos e Tiago Veloso.


Fotos de Carlos Megre e João Paulo


www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

21 maio 2005

G4 - através dos tempos


Esta prova foi fundada em 97 por João Paulo Sotto Mayor, Paulo Couto e Pedro Pires de Lima, ainda sem o formato circular, adoptado a partir do 2º ano em Valongo. Tem um percurso que varia entre 6 e 8 km e desenrola-se a uma velocidade média de 1km/hora. Contém uma rivalidade latente entre rapidez e perfeição, quase sempre vencida pela segunda, para o que contribuiu a dupla Faro Fino e Pé Ligeiro. Às componentes água-areia preferiu sempre o estilo ”sticks and stones”.

A adopção de sandes para almoço durante o percurso, provoca constantes rosnadelas dos inscritos e conserva-os operacionais até ao fim da prova.

Ignorado por nomes como Fidel, Trapattoni ou Lili Caneças, tem conseguido sobreviver à custa dum negócio de semi-eixos montado durante o percurso pela organização; algumas parcerias com empresas de destruição de jarrões têm evitado prejuízos, e contribuído para uma melhor decoração dos lares portugueses. O seu contributo para a camada de ozono é relativo e nulo durante a noite, sendo no entanto aconselhado não se respirar durante o percurso. Estamos convencidos de que se tivesse participado na última prova, Jonh Kennedy ainda agora poderia estar vivo.

Esta prova continua sob suspeita das esposas de alguns concorrentes, pelo que se poderá fornecer comprovativos de participação quem o solicitar. Para tal basta contactar com:
• J. P. SottoMayor: 936 433 425 - email: jpsmayor@netcabo.pt
• Paulo Couto: 939 852 569


www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

05 abril 2005

Danúbio Azul - Fotos do 2º andamento

Fotos de Carlos Megre e João Paulo


www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

DANÚBIO AZUL - 2º andamento

Com 8 executantes, foi tocado o 2º andamento no passado sábado - 2 de Abril. Três dos novos intérpretes (que não puderam vir ao primeiro) adaptaram-se completamente ao ritmo, como se sempre tivessem dançado; foram eles David Coimbra, Viriato Pires e Nuno Gabriel. Ninguém partiu ou avariou, e só um ou outro som de chapa em pedra completou o sempre presente cantar do cuco (que o digam Fernando Silva e o seu Toyota). A velocidade média aumentou para 70 m/hora, e a prova terminou às 5 da tarde no Pichel. come. Para terminar esta obra será preparado um 3º andamento grandioso, na Descida Azul, com pompa e circunstância.


www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

21 março 2005

2º andamento do Danúbio Azul

2º andamento do Danúbio Azul,com serviço de almoço ajantarado por 36 brazas europeias por cada boca?

Ainda restam 3 lugares no salão de baile.

Um abraço do João Paulo


www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

14 março 2005

ComPasso de Valsa

Pondo de lado um estilo de todo-o-terreno PARVO (pista artificial de velocidade e obstáculos) e não sendo apreciadores de uma qualquer GAFFE (gás a fundo fora de estrada), juntaram-se doze praticantes do TT duro para tentarem resolver os 3 percursos do Danúbio Azul que nem o diabo se lembraria de inventar. O mais longo (descida de 400 metros) demorou 8 horas a fazer, enquanto um dos outros em linha de água se terminou em 6h30 nos seus 180 metros. Qualquer tentativa de descrição da prova será desnecessária depois da consulta das imagens.
O terceiro andamento da valsa ficou virgem por falta de tempo e oportunidade, estando agendado para Abril.
Informações e imagens disponíveis em www.peligeiro.com

www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

10 março 2005

Danúbio Azul

Correndo o risco de ter sido a prova mais lenta até agora realizada, decorreu no passado dia 5 de março o Danúbio Azul, organizado pelo SINDICATTOpor4. Previsto para 12 viaturas realizou-se com 11 por ter sido adiado. Composto por 3 andamentos, só 2 deles foram tocados, por falta de tempo. A Descida Azul, com mais ou menos 400 metros, demorou 8 horas a ser resolvida por 6 dos veículos; teve a particularidade de metade dela ter sido heroicamente percorrida pelo Disco do Miguel Bacelar em marcha-a-trás por avaria do guincho do Defender que o seguia. O outro grupo resolveu 180 metros do 2º andamento em seis horas e meia.

As imagens dizem tudo.
Esperamos entretanto que alguém realize uma prova deste calibre (se o conseguir) para também lá nós podermos ir.
Entre 2 e 16 de Abril terminaremos o espectáculo. Informações serão dadas neste site.






http://www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

Fottos do Danúbio Azul

Fottos do Danúbio Azul em:www.tt4x4.web.pt

ou directamente em: http://www.tt4x4.labareda.com/2005-03_danubio-azul/index.htm

Fotos de Mauricio Luis

www.peligeiro.com
o blog todo-o-terreno

20 fevereiro 2005

Danúbio Azul - novidades!!!

para a história do todo-o-terreno
Danúbio Azul é composto por duas linhas de água ligadas por mato espesso. Uma delas tem uma grande inclinação, pelo que terá que ser usado calçado com grande aderência em rocha húmida. Protecções inferiores e laterais não serão demais nos veículos, sendo também indispensáveis serra de arco, cinta e guincho; pá e pica serão benvindas também. Road books para o público estarão no Pichel à disposição. Não haverá competição nem vencidos, somente vencedores.

Importante - em caso de chuva ou promessas da mesma, a prova será anulada e adiada para melhores dias. Toda a gente será avisada a tempo.

Um abraço,
João Paulo







http://www.peligeiro.com
o portal todo-o-terreno

19 fevereiro 2005

Danúbio Azul - O desafio

data prevista: 26 de Fevereiro de 2005
Cruzeiro para 12 viaturas equipadas com guincho, cintas, pá, serrote e uma galocha pelo menos, em compasso de valsa. Serão 30 por uma linha(d'água) e por verdejantes bosques de zimbro que a acompanham. Cada veiculo comerá dois jantares por 45 euros; ao almoço, self-service e bebidas on the rocks.

Desaconselhado a viaturas dentro das medidas regulamentares, pois a zona é inacessivel à BT. Excursão só para duros, os inexperientes só irão para ver. Deus queira que não chova!

A abrilhantar, a presença de Rui Santos e Carlos Megre, com autógrafos.


Informações - SINDICATTOpor4:
João Paulo - 936433425
J Matos - 965097806
Zé Luis Costa - 919235084
Ricardo Fonseca - 967050042




http://www.peligeiro.com
o portal todo-o-terreno

10 janeiro 2005

30 POR UMA LINHA


8 de Janeiro de 2005

MANTER A LINHA

Não fosse terem sido mandados lá para cima uns quilos de bacalhau, e S.Pedro poderia ter pregado alguma partida. Mas tudo correu à maneira, tendo havido mesmo assim várias mudanças do equipamento usado pelo pessoal durante a prova, por esta ordem: anorak-camisola-t shirt-impropérios-camisola-anorak.Isto no pino do inverno!

A pista com aproximadamente 1500 metros foi montada pela sociedade Pedro Penedo da Silva Rocha & Calhau, ao ritmo de 1 metro por século, mas ficou pronta a tempo. Um semi-eixo partido não chegou a perturbar, nem a prova nem a ninguém, excepto o Telmo, que andou 10 metros do percurso.

Tudo correu bem, talvez porque a única crítica que foi ouvida se referiu ao facto da prova dever ter sido mais longa, para se poder fazer em 2 sábados, como há 2 anos. Assim, vale a pena continuar. Pena ter faltado gente do campeonato de trial para animar o percurso com uma ou outra cambalhota, mas terão pensado duas vezes.

Os grupos tenderam sempre a formar-se por regiões como Paços de Ferreira, Ermesinde, Sº Tirso - Famalicão, Porto ou Braga (estes até trouxeram feijoada para animar o percurso).Perguntado sobre a melhor razão para a ausência de falhas nesta anarquia às 4 rodas, alguém da organização respondeu - “Aprendemos com bons professores, ou seja, aprendemos connosco”.

A detestada linha, que todos tiveram que cumprir em vez de irem sempre a direito como seria lógico e porque foi feita com tinta de água, irá desaparecer com as chuvas de Abril, para gáudio dos que lhe passaram por cima tentando destrui-la sem o conseguir.

Mas porque manter a linha não é com este tipo de gente, foram então tentar dar cabo dela num raide ao Escondidinho às 5 da tarde. Inexplicavelmente, depois de um ritmo de 200m/hora mantido durante todo o percurso, a deslocação para o restaurante feita por monte desenvolveu-se já a mais de 20 km/hora, sabe-se lá porquê.

O próximo 30x1está marcado para 7 de Janeiro de 2006. Para este ano, somente 30PORUMALINHA.WEB.PT

http://www.peligeiro.com
o portal todo-o-terreno